skip to Main Content

Segurança da Informação: mais resiliência para seu negócio

A Segurança da Informação tem sido um grande desafio para organizações e gestores de todo o mundo. E não é por acaso, um tema que está sempre em evidência aqui no Blog, e também em nossas soluções e serviços.
Com a ascensão da transformação digital, a informação que já tinha a fama de oferecer poder para quem as tinha, passou a ter um valor ainda maior. Afinal, ela é um ativo indispensável para os negócios, seja no uso de sistemas, processos e tecnologias, ou para tomada de decisão, relacionamentos com clientes, enfim, na gestão como um todo.
Tamanha importância e valor dos dados corporativos passou a chamar atenção de criminosos, que vem se aproveitando, cada vez mais, das brechas e vulnerabilidades dos sistemas de proteção das empresas para realizar ataques e roubo de informações.
Pensando nisso, vamos abordar neste artigo, a importância da segurança da informação para a resiliência e credibilidade dos negócios e algumas dicas de como implementá-la na sua organização! 

Leia também: Cibersegurança: proteção em primeiro lugar 

A importância da segurança da informação  

Toda empresa, independente do seu tamanho, possui informações sigilosas, sejam próprias, de colaboradores, de clientes ou de fornecedores. Por isso, é de extrema importância que toda a estrutura da organização tenha consciência que, toda informação deve estar protegida em um ambiente virtual seguro.
Do contrário, falhas e vulnerabilidades em processos e sistemas, podem facilitar a perda ou o vazamento de dados, que nas mãos de pessoas erradas e cibercriminosos, podem comprometer totalmente o negócio. Além disso, trazer prejuízos incalculáveis para as finanças e a imagem da marca no mercado.
Segundo “O Panorama de Ameaças 2021 da Kaspersky”, o Brasil teve um aumento de 23% dos ciberataques nos oito primeiros meses de 2021. Um outro relatório “The State of Ransomware 2022”, realizado pela Sophos, aponta que no Brasil 55% das organizações entrevistadas foram atingidas por algum ransomware em 2021. 

Leia também: O que fazer em caso de ransomware?

Os resultados apresentados nos relatórios revelam que a quantidade de organizações que se encontram vulneráveis e susceptíveis a perda de informações e vazamentos de dados ainda é grande.
Um outro ponto importante de ser destacado é que expor informações de terceiros por falhas e vulnerabilidade no sistema da empresa é considerado uma infração grave. Especialmente agora, com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que prevê multas que podem chegar a R$ 50 milhões ou 2% do faturamento bruto da empresa no ano anterior à autuação. 

Leia também: Sua empresa está em conformidade com a LGPD?

Por isso, pensar na segurança da informação como prioridade nas ações estratégicas de uma organização é fundamental para a resiliência e credibilidade de um negócio.
Entende-se como um conjunto de boas práticas e ferramentas que são usadas com o objetivo de proteger dados gerados, recebidos, analisados e armazenados por uma empresa.
O conceito para a segurança da informação também é estabelecido pela norma ISO/IEC 27002:22, que diz que deve haver preservação da confidencialidade, da integridade e da disponibilidade da mesma. 

Os 3 pilares da segurança da informação: confidencialidade, integridade e disponibilidade 

  • A confidencialidade: é o que garante que as informações só podem ser acessadas e divulgadas por seu próprio proprietário ou por pessoas autorizadas. 
  • A integridade: assegura a proteção da informação contra o acesso não autorizado. Evitando que sejam modificadas por usuários não autorizados ou de forma não registrada. 
  • Disponibilidade: garante que as informações estejam à disposição de gestores e colaboradores para consulta a qualquer momento, assegurando sua acessibilidade. 

Além dos famosos 3 pilares da segurança da informação citados acima, podemos considerar algumas abordagens recentes e a Norma Internacional de Segurança da Informação (ISO/IEC 27002), que defendem a inclusão de mais alguns princípios importantes: a autenticidade, a irretratabilidade (não repúdio) e a responsabilidade.    

  • Autenticidade: garante a verdadeira autoria da informação, ou seja, que os dados são de fato provenientes de determinada fonte, assegurando que foram criados, expedidos, alterados ou destruídos por certo órgão, entidade ou sistema. 
  • Irretratabilidade (não repudio): atua para que um indivíduo ou entidade não negue a autoria de uma ação específica. Como criar ou assinar um arquivo/documento, por exemplo). 
  • Responsabilidade: Determina a obrigação de se responsabilizar por ações ocorridas no trato dos dados, como vazamento e perda de informações, modificação nos arquivos e mais. Assim, garante que o responsável responda por tais questões, inclusive diante da lei.

    Para colocar em prática os princípios da segurança da informação, descritos acima, é importante que a organização estabeleça um conjunto de regras como: 

    • Criar programas de treinamento de pessoas para ampliar a noção sobre os riscos, minimizar falhas e otimizar os processos; 
    • Realizar um controle de acesso rigoroso, ou seja, ter o conteúdo protegido por autenticação por senha e garantir que apenas pessoas autorizadas consigam acessar os dados; 
    • Implementar sistemas de verificação biométrica e criptografia; 
    • Garantir o bom funcionamento dos controles de segurança e sistemas responsáveis por armazenar e processar os dados; 
    • Implementar processos para uma manutenção ágil nos equipamentos; 
    • Contar com um plano de recuperação de desastres e uma política de backup eficiente para garantir a prevenção de crimes cibernéticos (além da cópia e da possível recuperação de arquivos, quando necessário); 
    • Permitir que informações alteradas equivocadamente sejam restauradas às suas versões anteriores; 
    • Contar com uma infraestrutura de TI compatível com a exigência de manutenção e preservação das informações.

      Confira algumas dicas para implementar a segurança da informação na sua empresa 

    • Utilize ferramentas de monitoramento; 
    • Utilize a criptografia de dados; 
    • Invista na segurança de dispositivos móveis; 
    • Mantenha sempre atualizados todos os softwares, principalmente softwares de proteção antivírus; 
    • Opte pela automatização de backups; 
    • Invista na Gestão de Segurança da sua organização; 
    • Contrate uma empresa terceirizada em segurança da informação.

    Conte com a Trade Technology para cuidar dos dados do seu negócio! 

    O custo para estruturar e manter um setor de Segurança da Informação, é elevado. Por esse motivo, diversas organizações buscam alternativas mais viáveis, como a contratação da terceirização dos serviços de Segurança da Informação. 

    A Trade Technology oferece diversas soluções e serviços em TI e de Segurança que vão desde a estruturação, implantação, monitoramento e suporte da segurança de infraestrutura a implementação da segurança da informação através de consultoria focada em atender as necessidades do seu negócio, com ênfase em LGPD, Proteção de Dados e Cibersegurança.
    Nossa tecnologia, juntamente com nossos profissionais e metodologia de trabalho, mantém a integridade dos seus dados 24h por dia. E garante que todos os processos e ferramentas de segurança da informação sejam executados de forma adequada às suas necessidades. 

    Quer saber mais sobre nossas soluções para a segurança do seu negócio? Clique aqui e fale com a gente! 

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
Buscar